19 de junho de 2017

Vaivém

- Mas porquê? Perguntas tu.
- Porque não, respondo eu.

Não quis estar contigo, não porque não me apetecesse. Seria bom reencontrar-te nem que fosse apenas para te (re)ver, falar contigo como tanto parecias querer. Ainda coloquei a hipótese na mesa, após meses de conversas e convites, de algo que fomos construindo. Algo que não era nada.
Não digas que a infracção me pertence, pois se não estivemos juntos foi porque consegui detectar atempadamente a tua mentira/omissão. Irrita-me, não tenho paciência (e tive muita), não suporto.
Falta de carácter, talvez imaturidade e desrespeito.
Por ti, por mim e por ela. 
Dizias que Ela já não era tua namorada.
"Foi, já não é" Dizias tu. 
Imagina se eu não soubesse?!
E tu nem aí com as consequências...
Eu sei que é, sempre te disse. Fui directa, frontal e disse o que precisavas ouvir.
Não gostaste e foste ficando mais distante. Previsível.
Salva de palmas, palmas!
"Lá estás tu com a tua conversa sem nexo" dizias. Sem nexo? Dissimulação.
Se mentir é feio, mentir a quem sabe a verdade, o que será?
Gostaria, um dia, de perceber o que leva uma pessoa a prosseguir a sua caminhada dentro de uma relação (ou será antes ralação?) na qual está claramente infeliz ou insatisfeito?!
Agora, pergunto eu: Porquê?
Ora bolas, não traíste a tua namorada pura e simplesmente porque eu coloquei um travão, caso contrário...
Quer dizer, a meu ver, já experimentaste a traição, tendo em conta o que me disseste, as nossas conversas.
Horas e horas de conversas. Queres continuar?
Quem está realmente satisfeito com o relacionamento, com a pessoa que tem ao seu lado, não me venham com histórias cor-de-rosa, quem está feliz não equaciona trair, não consegue desrespeitar e de seguida olhar a pessoa iludida nos olhos, não tem paciência para...
Ou consegue? Se calhar sim, pelos vistos. Incrível!
Tenho mais um nome para o teu modo de agir, tenho vários, até.
Lamento, mas a tua atitude não é de Homem mas sim de puto. Gostava que evoluísses (vá lá tenta)!
Há uma diferença enorme entre Querer parecer ou Ser...Feliz!
Relações de fachada, farsa, embuste, comodismo, conformismo. Ponto. Basta!
Espero que saibas (no fundo sabes) que bastava eu querer e essa ralação/anedota terminava imediatamente. Agora.
Demasiado fácil!
Tendo em conta o sorriso da tua namorada (da onça) diria que é distraída, entre outras coisas. Tenho pena dela, como te disse. Mas, o maior culpado és mesmo tu.
Da minha parte, ainda que lamente, irei seguir o meu percurso.
Espero, sinceramente, que sejas feliz. Sem rodeios.
De qualquer modo, fica a dica que já vi mais casos idênticos e mais tarde ou mais cedo a brincadeira termina. Espero ainda que nessa altura consigas perceber e sentir que foste um perfeito idiota.
Mentiste sobretudo a ti próprio. Afinal, não és assim tão corajoso, preferes viver de aparências e passear o troféu que para ti nada mais é que um brinquedo brando e acessível.
Em suma, Ela acredita que é amada. Não é assim?
Não me procures mais. Eu avisei.
Tranquiliza-me saber que a vida, o mundo dá voltas. E que voltas! Já falamos sobre...
Amanhã tropeças. Queres apostar ou preferes jogar?
Café? Com ou sem açúcar?
Até logo
Talvez.

*Alívio


12 comentários:

  1. Por mais que custe, quando as pessoas não merecem a nossa confiança, temos que ser capazes de seguir.

    r: Recomendo a série :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andreia, esta pessoa mereceu a minha confiança durantes vários anos, fomos amigos. Hoje nem isso, porque ele demonstrou não merecer, precisamente.

      r: Vou tentar ver a série :)

      Eliminar
  2. Se percebi bem, traiu-te a ti com ela e agora estava disposto a trair-lhe a ela contigo. Que homem.
    Clementina, não penses muito nisso. Por vezes é bom a nossa vida dar um passo atrás para poder dar 2 em frente. Aquilo que fizestes foi bem feito e não deves lamentar nada. Era uma relação sem futuro. Imaginarias o que sucederia caso tivesses dado outra oportunidade? ficaria sempre a desconfiança a assombrar a vossa relação e ninguém merece viver assim... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Respondendo à tua pergunta: O que leva uma pessoa a prosseguir a sua caminhada dentro de uma relação na qual está claramente infeliz ou insatisfeito é o comodismo. De alguma forma preenchias certas necessidades dele.

      Eliminar
    2. Francisco, esta pessoa não me traiu enquanto namorada. Traiu e trai a suposta namorada dele. Aparentemente é uma relação plena de felicidade, aparentemente... Na verdade, tal como mencionei, é apenas uma farsa e isso sim é grave e lamentável.
      Podia ter feito a diferença, mas decidiu ser apenas mais um, de modo que o afastamento será de facto a atitude mais inteligente, penso eu.
      Eu sei perfeitamente o que ele merecia, mas prefiro ter paz de espírito e seguir em frente.
      Assistir a esta comédia, só mesmo à distância.
      Esta sim é uma relação falhada, será...
      Adiante.

      :)

      Eliminar
  3. E sim concordo, comodismo e não só. Creio que um dia vai perceber que apenas perdeu tempo, mas isso (já) não me diz respeito.
    Bastava que ele tivesse dito a verdade, mas tal não aconteceu.
    Decidi seguir o meu caminho.

    ResponderEliminar
  4. Por causa da estabilidade e da segurança de não estar sozinho. Algumas pessoas simplesmente não conseguem enfrentar a vida sem alguém por perto.
    Como quem usa um carro velho enquanto não pode alcançar aquele que deseja. Vai usando, vai usando enquanto dá mas assim que consegue um melhor, nem pensa duas vezes no velho companheiro.

    Lamento que tenhas passado por essa situação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. Totalmente verdade. Muitas pessoas acham difícil ficar a sós com os próprios pensamentos, fazer uma introspecção. Muito já foi dito à pessoa em questão. Fiz a minha parte e apesar de tudo estou de consciência tranquila. O pior cego é aquele que não quer ver e de nada adianta fingir se não houver quem acredite. :)

      Eliminar
    2. Fizeste muito bem. Será sempre difícil de conseguir repousar a consciência quando praticamos ações que nos inquietam.
      Nunca nos poderemos esquecer que a vida não gira somente em nosso redor e o que vai, também volta.

      Eliminar