31 de julho de 2017

Instantâneo

Imagem da net

Digam-me, se quiserem, o que "retiram" a partir desta imagem sem legenda. Uma conclusão para...

Faz sentido? Acontece convosco? Concordam? Gostam? Não? Prós? Contras? Sim?
Uma imagem, 1000 (mil) palavras?!

14 comentários:

  1. Ai o tempo...parece escorregar pelas nossas mãos, certo?

    Prefiro o contacto pessoal e de gerir o tempo como gosto. Mas às vezes as pessoas que nos são importantes estão longe e o contacto só é possível através das novas tecnologias.

    Assim, não perco tempo com o facebook. Mas uso o hangouts pois é através desta plataforma que falo com a filhota mais velha que está a milhares de Kms de distância e com o meu melhor amigo que também está longe. E não considero uma perda de tempo, pelo contrário.
    O blogue, bom...funciona como diário. :)

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há alturas em que o tempo parece efectivamente escorregar pelas mãos!

      Se há coisa que me satisfaz é poder gerir o meu tempo no meu espaço. Também prefiro o contacto pessoal, obviamente. Poder ver a pessoa directamente, olhar e sentir a energia da pessoa, porém, nem sempre é possível e aí entra a parte positiva do "instantâneo", ou seja, das redes sociais.

      Embora estes meios de comunicação tenham bastantes inconvenientes, também encontro neles algumas virtudes, pois como disseste nem sempre podemos estar pessoalmente com aqueles que mais gostamos e através destes temos possibilidade de matar um pouco a saudade.

      Não é a mesma coisa, mas creio que entendes o meu ponto de vista, e claro que percebo o que relatas em relação à tua filha que mora no estrangeiro.

      Importa é filtrar e perceber o que vale o nosso tempo... ou não. :)

      Beijos

      Eliminar
  2. Numa primeira impressão, lembrou-me uma pintura de Salvador Dali.
    Mas, nos dias de hoje, não me parece assim tão surrealista. As novas tecnologias, que nos são apresentadas como preciosas ajudas à vida atribulada que levamos, acabam por ter um efeito negativo ao "sugarem-nos" cada momento da vida.
    Mesmo os momentos supostamente de lazer, acabamos "agarrados" aos smartphones, que interrompem o convívio sem pedirem licença a ninguém.
    É a evolução... se não fosse assim, ainda estaríamos na idade da pedra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Salvador Dali tem a sua importância, portanto vou acreditar que a imagem afinal tem qualidades (o lado leve e positivo!) :)

      As novas tecnologias facilitam e muito a nossa vida, contudo, acho conveniente filtrar a informação útil e necessária e não permitir que as redes sociais "roubem" o nosso tempo, os momentos de lazer, a nossa vida real.

      Felizmente não estamos na idade da pedra, todavia, temos tamanha oferta que não devemos cair do exagero do virtual, digo eu.
      Estamos sujeitos a inúmeros estímulos... Assim é a evolução, sim.

      Em suma: prós - sim; contras - idem.

      Eliminar
    2. Já estive mais "agarrado". Atualmente a moderação nas redes sociais deixa-me muito mais tempo para as outras coisas importantes da vida.

      Eliminar
    3. Moderação, sim. O termo correcto.

      Eliminar
  3. Passamos tanto tempo agarrados às nossas redes sociais que acabamos por não ter tempo para atividades que nos podem satisfazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Equilíbrio, é a palavra chave, digo eu... :)

      Eliminar
  4. A imagem ilustra muito bem o combate desigual entre o homem e o sedentarismo. De um lado temos as vários forças que promovem o sedentarismo e do outro a fraca resistência que o homem ainda consegue esboçar. As novas tecnologias e as redes sociais invadiram por completo o espaço, os tempos de lazer e o imaginário humano e daqui para a frente...é fácil de prever que possa tornar-se cada vez pior. Na ânsia de serem livres, as pessoas nem sequer se apercebem que já são escravas de tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As redes sociais invadiram por COMPLETO o nosso TEMPO e ESPAÇO, é verdade. Totalmente!
      Já ninguém imagina sequer viver sem...
      Cada qual sabe de si, mas acho importante tentar moderar e não cair no exagero virtual.

      Eliminar
  5. Concordo, 1000%.
    Acho que pensamos imenso nisto e depois nunca pomos em prática.
    Vivia-se tão mais (e melhor) antigamente.
    O tempo cada vez passa mais rápido, os dias estão SUPER abreviados e, um dia, quando olharmos para trás, vamos pensar em tudo o que podíamos (e devíamos) ter feito, e que nada fizemos.

    R: Obrigada e ficou muito bom, por acaso. Tive sorte! ;)
    Vou deixar a receita num próximo post.

    A Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O tempo passa mais rápido pois estamos rodeados de "tentações" e estímulos.
      As redes sociais oferecem virtudes e inconvenientes. Podemos acompanhar o evoluir dos tempos, sem cair no excesso de passar os nossos dias com foco nas redes sociais.
      Nos tempos que correm, é normal ver pessoas que não conversam em grupo, no café, no restaurante, em casa... E isso é "grave".
      Convém moderar, penso eu.

      Eliminar
  6. Às vezes tento controlar-me e não deixar a internet consumir-me tanto tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu "obrigo-me"...Redes sociais mas sem ansiedade e necessidade de expôr tudo, a toda a hora (conheço pessoas que são o oposto, escravas das redes sociais).

      Eliminar